Áreas de Atuação

Análise Espermática

É um exame realizado para investigar a causa da infertilidade conjugal, que verifica a eficácia da contracepção ou os fatores que a prejudicam. Para o exame se faz uma coleta de sêmen e posteriormente uma análise no conteúdo coletados. Verifica-se a concentração de espermatozóides na amostra, a porcentagem de espermatozóides móveis, a vitalidade das células, a morfologia, e se há leucócitos na amostra.

Hoje os casos que necessitam de preservação de fertilidade estão se amplificando. A criopreservação de óvulos vem sendo pesquisada há 25 anos e apesar da fragilidade do óvulo humano, os resultados atuais autorizam a utilização clínica dessa metodologia com certa margem de segurança. Nos momentos adequados esses óvulos podem ser descongelados, fertilizados e os pré-embriões, transferidos ao útero.
Alguns momentos que a opção de congelamento podem ser utilizadas:

 

 

 

 

 

 

 

Clique para conhecer os EXAMES

  • Vídeo Histeroscopia
  • Vídeo Laparoscopia
  • Diagnóstico Genético Pré Implantacional

 Laboratório de Embriologia 

*Criopreservação, *Doação de Óvulos, *FIV, *ICSI

 

No tratamento com inseminação artificial o sêmen é colocado dentro do útero no dia da ovulação. Para tanto é preciso que a mulher tenha suas trompas saudáveis. O sêmen utilizado é do marido. Entretanto, há casos em que o marido não produz espermatozóides (azoospermia), neles o banco de sêmen pode ser utilizado. Antes do procedimento de inseminação, é recomendado que a paciente tome medicações para estimular a sua ovulação, aumentando assim suas chances de gravidez. 

As fases do procedimento de fertilização in vitro e transferência de embriões são:

  • Indução farmacológica da ovulação e controle do crescimento folicular 
  • Punção dos folículos para captura dos óvulos 
  • Fertilização in vitro 
  • ICSI 
  • Transferência de embriões para o útero
  • Congelamento de embriões
  • Gravidez: gestação do(s) feto(s) em desenvolvimento / Redução fetal 
  • Parto: cesariana